Facebook     Localização
"Na tropeada da vida, ponteando a tradição."
 
Noticía
Publicado em 27 de Julho de 2017
Kahua Rodrigues é campeão brasileiro de tiro de laço!

97 troféus ornamentam a estante da residência da família tradicionalista Rodrigues da Silva em Guaporé. O mais importante deles foi conquistado longe de casa, mais precisamente a 3,3 mil quilômetros nas dependências do CTG Pousada do Sul, na cidade de Querência no Mato Grosso. O dono, com apenas 10 anos, chama-se Kahun Rodrigues, tradicionalista do CTG Última Tropeada. O guaporense, ao lado de mais quatro laçadores, participou com sucesso da 14ª Feira Nacional da Arte (Fenart), maior evento da tradição gaúcha no país, organizado e promovido pela Confederação Brasileira de Tradição Gaúcha (CBTG) e Movimento Tradicionalista Gaúcho de Mato Grosso.

Kahua, acompanhado do pai Rudinei Rodrigues da Silva, e mais um seleto grupo de tradicionalistas do Rio Grande do Sul, viajou para o Mato Grosso para participar da Fenart que aconteceu de 19 a 23 de julho e contemplava também o 18º Rodeio Crioulo Nacional de Campeões e a 8ª edição dos Jogos Tradicionalistas. Mais de 10 mil pessoas prestigiaram as apresentações, danças, canto e declamações típicas da cultura gaúcha, provas campeiras de rede e laço, bem como a disputa de um conjunto de modalidades esportivas como bocha, bolão, tava, tetarfe, truco cego, truco de amostra, bocha campeira e bocha 48.

O garotinho guaporense destacou-se na modalidade de laço. Ao lado de quatro “pequenos grandes laçadores”, eles faturaram o título nacional da prova por equipe. Para a “Capital da Hospitalidade”, o feito obtido por Kahua é inédito.

“Estou há dois anos praticando o tiro de laço e tenho me dedicado bastante. Não foi fácil até chegar a conquista do brasileiro por equipe. A turma de laçadores não se conhecia e os bois não tinham aspas. Eram novinhos e diferentes do que a gente está acostumado a laçar aqui no Rio Grande do Sul. Mas conseguimos dar excelentes armadas e ganhamos. Estou feliz e agradeço o apoio de todos, principalmente dos familiares, CTG Última Tropeada e dos amigos que colaboraram para que eu pudesse competir”, disse.

Orgulhoso, o pai Rudinei, que forma dupla nos rodeios em solo gaúcho com o filho (Dupla Pai e Piá), disse que no começo não apoiava, pois, tinha medo que algo pudesse acontecer. Depois, quando percebeu que o filho levava jeito para a modalidade, passou a incentivar cada vez mais.

“É instinto de pai. A gente quer o melhor para o filho e no começo não compartilhei da ideia. Mas, ele gostou e na primeira participação conquistou premiação com oito anos. Passei a incentivar e a atuar junto com ele. Treinamos muito e o resultado apareceu. Estou emocionado e extremamente feliz com a conquista do título nacional de laço por equipes. Representamos muito bem o Estado e levamos o nome de Guaporé além fronteira. Só tenho orgulho do meu filho”, disse.

Após uma longa e cansativa viagem de volta, Kahua e seu pai Rudinei, foram recepcionados na terça-feira, dia 25 de julho, no trevo principal da cidade por uma multidão de familiares, amigos, tradicionalistas e comunidade local. Ao longo da principal via urbana do município (Av. Silvio Sanson), eles, em carro aberto do Corpo de Bombeiros, desfilaram exibindo o troféu inédito de campeão brasileiro de laço por equipe. A população guaporense orgulha-se e parabeniza o renomado laçador.

Fonte: Rádio Aurora

 
 
TE APROCHEGUE
 
Rua 21 de Abril, 994
Bairro São Cristovão
Guaporé - Rio Grande do Sul
 
ACOMPANHE NO FACEBOOK
  Facebook